TAG: Frases de Mãe [Original]

Venha conferir a TAG mais famosa do dia das Mães

Leia mais

Diário de um Cardiopata

Venha conferir alguns capítulos do meu primeiro livro.

Leia mais

Booktour: Epicuro em meu jardim

Inscrições Abertas Venham participar

Leia mais

01 abril 2016

Entrevistando: Carolina Cequini

E aí meus baixinhos queridos! Tudo bem com vocês? Comigo tudo ótimo.
Hoje vai ser uma postagem totalmente diferente, não será resenha, nem tag e muito menos novidades.
Trago para vocês mais uma entrevista com autor parceiro aqui do blog e dessa vez será outra autora muito querida, que descobri e conheci através de um canal literário, eu falo de Carolina Cequini que é escritora de Surfistas, Beijos e Um Pé de Pato. Espero que gostem da entrevista! Vamos a ela?




1. Como que surgiu essa ideia de criar uma história em pleno território nacional e como foi o processo?





Eu sempre valorizei muito a cultura brasileira. Acho muito maneiro livros americanos, mas como escritora brasileira, e como carioca, queria contar uma história com a qual eu e minhas amigas nos identificássemos. Por isso a história se passa no Rio de Janeiro, no meu bairro, cheia de referências a lugares reais e situações que eu mesma passei durante o ensino médio. É um projeto muito pessoal, pois a Celine representa a minha visão de mundo e o que eu acredito. Isso ficará mais evidente nos próximos livros, quando a personagem crescer e amadurecer com a história.



2. Como surgiu a ideia de falar sobre serias?






SEREIAS SÃO INCRÍVEIS!!! Por que não escrever sobre sereias?? Ariel sempre foi uma das minhas princesas Disney preferidas. Sempre amei o mar. Sempre quis poder respirar debaixo d'água. Sempre quis ser uma sereia! rss. Já tinha visto livros de fadas, vampiros, lobisomens, etc, mas não muito sobre sereias, e certamente não um que se passasse no Brasil. Decidi explorar isso.






3. Você acha que é possível um escritor brasileiro sobreviver apenas de livros?





Não sei como anda o mercado brasileiro nessa questão... Ainda mais agora que me mudei do país para estudar fora, fica difícil acompanhar o processo do ramo literário. Sobreviver só de livros é o sonho de muita gente, mas muita coisa tem que mudar no país para que isso aconteça. Cultura e literatura precisam ser mais valorizadas. E, o mais importante, tem que investir em alfabetização. O Brasil é um país tão grande, mas quantos leitores existem realmente? Quantas pessoas podem se tornar leitores? Não podemos esquecer que analfabetismo funcional ainda existe.



4. Qual é a parte mais gratificante em escrever um livro e o que te levou a ser escritora?





A parte mais gratificante, e a parte que também me faz querer ser animadora, é ver seus personagens ganharem vida. É ver aquilo que você criou na sua cabeça ganhar forma e emocionar tantas pessoas. Quis ser escritora porque eu precisava por pra fora minhas ideias. Foi menos uma questão de escolha e mais de necessidade. Esses personagens que eu carrego dentro de mim já deixaram de ser meros fantoches meus e passaram a tomar decisões próprias em minha imaginação e no mundo que eu inventei. É meu dever contar essas histórias, para que outras pessoas possam aprender com elas.



5. Qual foi a reação da sua família ao ver que estava lançando um livro e o que eles disseram sobre o tema dele?





Eles ficaram muito orgulhosos, até porque ninguém lê muito, rsrs. Então pensar que eu pudesse ser capaz de escrever uma história assim do nada os surpreendeu! Eles me acharam muito criativa por escrever sobre sereias. Mas sinceramente não sei se os homens da família levam o tema muito a sério. Minhas tias e primas acham bonitinho! Mas esperem só até eu começar a contar sobre mitos de Atlântida e aventuras subaquáticas e monstros marinhos e cenas épicas! Aí sim eles vão ver que sereia não é só coisa de "menininha"!




6. Sabemos que você está realizando um de seus maiores sonhos de sua vida! Fale para meus leitores qual é ele e como está sendo essa sensação de realiza-lo.




Poder estar aqui nos EUA é realmente a realização de um sonho! É um sacrifício muito grande ficar longe da família e da cidade que eu amo, mas está valendo muito a pena. A faculdade é FANTÁSTICA. A infraestrutura aqui iguala a de grandes estúdios. E tenho aula com professores que trabalharam na Disney - em filmes como Rei Leão, Pocahontas, Mulan, Irmão Urso, Lilo e Stitch, etc. Isso não tem preço! Um dos meus professores atuais animou o Mushu!!! E conheci dois animadores que vieram dar palestra e foram responsáveis por animar o Jack Frost (eterno crush <3). Preciso dizer mais?? *-*



7. De todos os personagens que você criou! Você se identifica com algum?







CELINE. TOTAL. Quem me viu no ensino médio sabe XD







8. Sabe as letras de Surfistas, Beijos e um Pé de pato? Vamos fazer que nem palavras cruzadas? Me diga uma palavra para cada letra, caso não tenha palavras para todas, pode ser com as iniciais de cada uma, ou seja, S.B.E.U.P.D.P.





Saudade do Brasil, Estados Unidos, Possibilidades, Dreams, Positividade (basicamente um resumo da minha vida no momento, hehe :P )







9. Me surpreendi bastante quando você enviou para nós "seus parceiros" uma prévia da continuação desse livro! Você pode falar um pouco dele para nossos leitores?





Bom, desde o início eu criei uma história pensando em torná-la uma trilogia. Celine descobre cada vez mais segredos do fundo do mar e se envolve cada vez mais com a magia das sereias, descobrindo mais sobre sua família e sobre os mistérios do pé de pato. No segundo livro a história se passa em grande parte debaixo d'água, no castelo. Tornei-o bem engraçado com o surgimento de um novo príncipe e uma princesa que vieram de outro reino. Eles são mimados, sem noção e vão trazer muitos problemas para Celine e seus recém descobertos sentimentos (sem spoilers do livro 1, hehe). Mas também revelo muitos outros fatos do fundo do mar e toco em questões delicadas da sociedade, como o preconceito e a expectativa sobre o que é certo e errado quando falamos de amor.


E para finalizarmos! Agora farei um Ping pong rápido: Deus...








É Amor <3


Sonho...








Não se realiza sem esforço


Livro...








Um dos melhores amigos do homem!


Sereias...








SÃO DEMAIS


Família...








É muito bom


Carolina...








É meio maluquinha, mas é gente boa :3


Então é isso pessoal! Espero que tenham gostado dessa entrevista, em breve farei um bate papo com a Carol e quero perguntas de vocês, então por isso, deixem aí em baixo sua pergunta pois irei selecionar as melhores e perguntar para ela. E se for a sua primeira vez aqui no blog, lhe convido a seguir, se inscrever no canal, curtir a página do blog lá no Facebook, me seguir no Twitter, me seguir no Pinterest e me adicionar no Skoob.

No mais é isso! Muito obrigado pela sua atenção e até a próxima. Tchaau.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

©Um baixinho nos Livros - 2017. Todos os direitos reservados. - Criado por: Marcio Silva. - Tecnologia do Blogger. imagem-logo