Resenha 43: Muito amor por favor

Oi gente! Hoje a resenha que trago para vocês está recheada de sentimentos. Vamos falar de um livro bem interessante que nos mostra algumas peculiaridades do nosso tão grande companheiro de vida.. O amor. Chega mais.

Muito Amor Por favor
Livro recebido de parceria com a editora
Autores: Arthur Aguiar, Frederico Elboni, Ique Carvalho Matheus Rocha
Págs: 240
Editora: Sextante
Ano: 1026
Sinopse: Este livro reúne textos que mostram o amor do ponto de vista de quatro jovens que escrevem sobre relacionamentos legítimos e atuais, que souberam se reinventar. Sem medo de expressar seus sentimentos, deixam para trás estereótipos já obsoletos – como o controlador machista ou o piegas choroso – e falam sobre viver a dois e sobre a natureza das relações em todos os seus aspectos. Assim, cada autor reflete sobre o amor representado por um elemento: Arthur Aguiar escreve que “O amor é água”, dizendo que ele é fluido, mas por vezes gelado; ora tempestade, ora profundo. Fred Elboni explica que “O amor é ar”, mostrando a leveza de se amar sem sofrer, da brisa que envolve os apaixonados, mas que por vezes torna-se furacão. Ique Carvalho se debruça sobre quando “O amor é fogo”, que arde, aquece a alma, mas que também pode incendiar até doer. E Matheus Rocha conta que “O amor é terra”, estável, tranquilo, mas que não escapa dos terremotos da vida, que tiram tudo do lugar para que a rotina não o extermine. Um livro apaixonante, para quem ama e para quem quer amar um dia... e sempre.

Quando surgiu a oportunidade de ler esta obra fiquei muito feliz, primeiro porque poderia ler alguns outros escritos do Mateus Rocha e segundo porque eu realmente estava muito ansiosa para ver quais seriam as palavras do Ique Carvalho. Então, não hesitei e pedi que estes amores viessem da melhor forma possível. E vieram!

O livro é escrito por quatro autores, Arthur Aguiar, Frederico Elboni Ique Carvalho e Matheus Rocha. Todos falam do amor e neste livro em especial os autores reuniram textos, onde falavam do amor e o relacionaram à quatro elementos: fogo, terra, ar e água. 

Me apaixonei quando vi esta divisão e estava muito ansiosa pra ler os textos e começar as relações entre os eles e os elementos em questão. Ique Carvalho só me fez apreciar ainda mais o seu trabalho. O autor me vez lembrar de histórias que li em seu livro, faça amor não faça jogo, mas de forma sutil, colocou o leitor sobre um outro ponto de vista. E eu adorei relembrar alguns de seus textos mesmo que de forma indireta. 

Com Matheus Rocha a experiência foi bem interessante, lembro que algumas coisas me incomodaram no livro, que eu havia lido anteriormente onde ele também fala de amor, mas desta vez o texto fluiu e então pude me aproximar mais do autor confirmando algo que já tinha ficado da leitura anterior. Uma sensibilidade única E, por isso, registro aqui meus parabéns ao autor pelas lindas reflexões.


Ainda não conhecia o trabalho de Arthur Aguiar, mas ele me fez mergulhar em histórias tão interessantes que eu não resisti. O arrebatamento acontece de cara logo na primeira história onde ele nos conta sobre um amor a primeira vista. Embora nos fale de um tema já conhecido, a sequência dos fatos e o conjunto final marcou mesmo a minha experiência com o livro. 

Frederico por sua vez, me fez pensar no amor de uma forma mais leve. Seu elemento foi o ar. E o autor conseguiu de forma brilhante me fazer refletir sobre este amor que eleva, que faz flutuar e que, também precisa ser visto e apreciado. 

No final, todos os aspectos me fizeram pensar sobre as várias faces de um mesmo amor e que de fato, precisamos estar abertos para receber ou compartilhá-lo com as pessoas olhando-o por estas faces. admirando-o e deixando que ele brilhe em nossas vidas. 

Sem dúvida, uma leitura muito prazerosa, divertida e com boas reflexões, Não indico a leitura na correria. Por exemplo, sentar e ler tudo de uma só vez... Este também é um livro que precisa ser apreciado. Por isso, lê-lo com calma com certeza te fará aproveitá-lo melhor. 

Achei muito linda a diagramação. A capa me chamou para dentro do livro e está muito convidativa, não encontrei nada a desejar na revisão e as páginas que marcam o início dos textos dos autores estão com uma ilustração bem bacana. Muito intuitiva e traz um ar de novidade na leitura. Nota dez pra editora e para os autores.

Vou deixar abaixo alguns quotes que separei para vocês espero que gostem e que a leitura possa ser produtiva para você também. Vale muito a pena!

"Tem gente que vira e vai embora e tem gente que fica e faz o melhor que pode"
Ique Carvalho

"Nem todo mundo sabe que amar multiplica a gente"
Matheus Rocha

"Na minha humilde opinião, todo amor se transforma. Basta você ver a vida leve."
Arthur Aguiar

"Mal sabia ela que os grandes amores nem sempre surgem como grandes amores" 
Frederico Elboni


É isso minha gente! Vou ficando por aqui. Se vocês já leram o livro me contem como foi a experiência de vocês. Se ainda não leram, fica aí a minha dica!

Abraços!
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Hey, Vanessa!

    Que legal que você gostou assim do livro.
    Quando li a sinopse, não me interessei. Não faz mito meu estilo esse tipo de livro.
    Mas acho legal essa coisa de pessoas diferentes falarem sobre a mesma coisa. Acho que uma visão acaba completando a outra, né?
    E a capa eu achei tão linda! *-*

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Não é o tipo de leitura que costumo fazer. Não quer dizer que eu não goste ou que não o leria. Ele realmente parece ser "muito amor".
    Adorei a resenha :)

    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    desde que vi o lançamento do livro, fiquei bem curiosa para ler. Ainda não consegui, mas gostei de saber suas impressões sobre ele e me deixa mais ansiosa saber que foi uma leitura bem agradável.
    O livro parece abordar de forma interessante e bem cheia de sentimento o amor e isso me chama muito a atenção.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michele! Nossa que bom saber que está interessada, esperamos que curta quando ler.

      Excluir