TAG: Frases de Mãe [Original]

Venha conferir a TAG mais famosa do dia das Mães

Leia mais

Diário de um Cardiopata

Venha conferir alguns capítulos do meu primeiro livro.

Leia mais

Boas Compras

Compre livros e ajude o blog a crescer.

Leia mais

13 janeiro 2016

Resenha #21: Só mais um espetáculo

E aí meus baixinhos queridos! Tudo bem com vocês? Comigo tudo ótimo.
Hoje eu vim trazer mais uma resenha e espero que gostem do que irei falar desse livro, cuja, recebi "no final do ano passado" de parceria com a autora Beatriz Gandolfi! Ela havia entrado em contato comigo me fazendo uma proposta de parceria, que claro aceitei logo de primeira e hoje venho falar dele para vocês. Vamos conhecê-lo?

Só mais um espetáculo
Livro recebido de parceria com a autora.
Autora: Beatriz Gandolfi
Págs: 288
Gênero: Ficção
Formato: 14 X 22
Editora: Chiado Editora
Lançamento: 2014
Sinopse: Connie Mereditch vive uma vida normal, estuda em um típico colégio americano e tem uma ou duas pessoas que pode chamar de “amigos”.
Mora com sua mãe, seus avós, sua irmã mais nova, por parte de mãe, e sua tia; mas nunca teve um pai.
Quando se conforma com tal coisa, tudo dá um giro de 360º em sua vida e ela deverá aprender que nem tudo é como planejamos e imaginamos, mas que quando a nossa rotina é abalada, os resultados podem ser melhores do que acreditamos poderem ser.
Primeiramente antes de começar a falar da história, eu gostaria de agradecer a autora pela oportunidade de ler este livro e parabenizar ela por ter se dedicado de corpo e alma, para escrever uma história que todo mundo gosta-se e vocês puderam acabar de conferir minha nota para este mesmo, mas vocês entenderam o porquê dela assim que começarem a ler.


"Você pode sonhar, criar, desenhar e construir o lugar mais maravilhoso do mundo..."
"Mas é necessário ter pessoas para transformar seu sonho em realidade..."

Primeiramente somos apresentados a uma situação que quase todo mundo passa "eu disse quase: pois não é com todo mundo que acontece essa história", pois vemos um homem se despedindo de sua família no hospital, para nunca mais voltar.

Alguns anos se passam e somos apresentados a Connie Mereditch, uma garota muito bonita que mora com sua mãe, sua irmã mais nova "por parte de mãe", sua tia e seus avos em Rose Ville, uma cidadezinha afastada do centro na Califórnia. Vocês devem estar se perguntando se ela morava com o pai! Não, ela nem ao menos o conhecia, pois ele a abandonou quando ela tinha nove meses de idade e com o tempo ela acabou se acostumando a viver sem  ter um pai.

Ela é aquele tipo de garota que estuda em um típico colégio americano e digamos que ela é um pouco problemática, pois sempre chegava atrasada e sempre era advertida. Além do mais ela participava em um grupo de dança, onde que eles exigiam boas notas e nada de atraso, mas ela já estava no vermelho, cuja, se fosse constatado mais um atraso, ela teria que sair desse grupo e isso ela não queria.

Connie por mais que seja uma garota normal, tinha suas desavenças com uma colega de classe que só virou popular, por que o pai virou prefeito e ela podia ter tudo que queria, mas antes disso elas eram amigas e do nada ela mudou. Mas voltando a Connie! Um dia ela acordou, se arrumou e foi a cozinha, onde estava sua família, que estava se preparando para sair. Mas ela quase nem tinha contato com eles e apenas começou a tomar seu café, quando estava indo pegar o ônibus se viu atrasa, mas chegará tarde demais, pois o mesmo havia passado.

Ela ficou pensando em um modo de chegar ao colégio se não teria que sair do grupo, deu o seu jeito e mesmo assim chegou atrasada, mas chegou antes do seu professor entrar na sala. Até aí ela estava aliviada, até que a secretaria a chama e diz que a diretora havia chamado ela em sua sala, mas Connie vê ali o fim de suas aulas de dança.

"A melhor maneira de começar uma amizade é com uma boa gargalhada."


Bom pessoal! É isso que eu tenho para falar "resumidamente" da história, pois se eu falar mais acabarei entregando as melhores partes para vocês e isso não queremos NE? E vamos abordar alguns pontos:

* Capa: É muito bonita e foi muito bem trabalhada! A frase que se encontra nela é muito legal, só de ler fico refletindo e muito, a fonte utilizada no título está demais e a foto que se encontra nela é ótima.

* Dedicatórias: São muito bonitas, ela dedicou um pedacinho de cada folha inicial a uma pessoa em especial e assim pude sentir que todos ficaram muito felizes.

"E falando em dedicatória! Vocês irão ver aí em baixo a dedicatória que ela me mandou em especial... Obrigado Beatriz! Só tenho a lhe desejar muito sucesso nessa sua vida e que venham muitos livros. ^^

Ela me mandou um exemplar para sortear para vocês, mas no momento não poderei sorteá-lo por motivos financeiros, mas assim que sobrar um dindim, irei fazer o sorteio "PROMETO" e enviar para o grande felizardo ou a grande felizarda! O mesmo livro também tem uma bela dedicatória que a autora fez em especial ao ganhador (a)."

* Fonte e Inicio de Capítulo: A fonte é ótima e "digamos" é grande! A página que se inicia cada capítulo é muito bonita, pois é a imagem do pé de uma bailarina e bem em baixo mostrando que capítulo que a pessoa está.

* Capítulo e Modo de se expressar: O capítulo sempre se inicia com uma letra grande e o modo de expressar as palavras, isso eu nunca vi! Confesso que até demorei um pouco para me acostumar, mas está tranqüilo. Mas nós sempre estamos acostumados a ver cada fala com o hífen (-), já a autora resolveu inovar em seu livro, ela colocou suas falas entre aspas ("").

* Escrita: Agora é que a porca torce o rabo expressão aqui do sul, onde que falamos que as coisas ficaram um pouco complicadas, pois a escrita dela é demais e compreendemos sem ao menos precisarmos nos esforçar, mas pude perceber que a autora se perdeu na hora de expressar a pessoa, ou seja, quando ela falava em terceira pessoa, as vezes ela passava a falar em primeira pessoa. Isso pude perceber em sua escrita, ela mudava várias vezes o tempo verbal e isso me deu a impressão que ela estava perdida em sua história. Além do mais: aconselho a autora e a editora, a revisarem um pouquinho mais, pois "ao meu ver" acabei encontrando erros de escrita e isso o leitor poderá perceber enquanto está lendo, mas são breves erros que até podem passar despercebidos.

"Mas como leitor, isso não me incomoda em nada, pois ela passou tudo o que queria e é o que importa! Pois quem sou eu para julgá-la? Não sou nem critico literário, nem nada e sim um leitor assim como você."

* Personagens: Além de descrevê-los muito bem, a autora soube passar tudo que eles sentiam e eu pude perceber facilmente o que cada personagem tinha para passar.

"Se me arrependesse, ao menos haveria tentado."





No mais a história foi muito boa e eu gostei bastante! Mas a nota não influência em nada, mas sim o que a leitura nos passa... Senti que esse livro merecia quatro estrelas, pois tive falta de um pouquinho de atitude na história, ou seja, um sentimento que só quem é leitor sente, mas em minhas avaliações, levo em consideração o que o livro tem a me dizer e ele mesmo me fez chegar nesta nota. Por pouco ele não me conquistou por completo, mas que é uma excelente avaliação, perto de algumas que já avaliei aqui no blog isso é.


Então é isso pessoal! Espero que tenham gostado dessa minha resenha, cuja, é a primeira do ano de 2016 e que venham várias este ano, comentem aí em baixo o que acharam dela e se for a sua primeira vez aqui no blog, não deixe de seguir, se inscrever no canal, curtir a página do blog lá no Facebook, me seguir no Twitter e me adicionar no Skoob.

No mais é isso! Muito obrigado pela sua atenção e até a próxima. Tchaau.

18 comentários:

  1. Oi, tudo bem? Gostei da resenha e estou querendo esse livro faz um tempo, mas sempre deixou pra depois, porém esse ano pretendo ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi que bom saber! Espero que goste da leitura.

      Excluir
  2. Oi, tudo bem?
    Gostei da premissa dol ivro e do fato da escrita ser de fácil cmpreensão e da autora ter conseguido passar o que os personagens sentem, espero ler o livro um dia.
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angélica! Sim e você?
      Que legal, espero que curta quando ler. Bjs

      Excluir
  3. Marcio, a capa é bem bonita, mas a história em si não conseguiu chamar minha atenção.
    Sei lá, mas não me convenceu.
    E espero que ela revise melhor o livro e veja a história das falas.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Lhe compreendo e acho que ela queria que fosse dessa forma.
      Mas também espero.

      Excluir
  4. O livro parece ser juvenil, no geral, tem um contexto interessante, não conhecia e vou pesquisar mais.

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Achei a premissa bem adolescente. Creio que só não leria por causa da escrita, fico um pouco estressada com autores que se perdem na própria história.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Debyh! Lhe compreendo, mas você irá gostar.

      Excluir
  6. hi baby, tudo bem? adorei a resenha e gostei bastante da premissa, ela é muito realista. Amei a capa do livro <3 maravilhosa! seu blog é lindo, seguindo ;)

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Não conhecia o livro ainda e gostei da premissa.
    E que capa é essa? Ainn, achei tão linda!
    Agora fiquei curiosa para saber o que vai acontecer com a Connie...
    Espero ler o mais breve possível. E quando o fizer volto para dar minha opinião.

    Beijinhosss...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lullys! Que bom que gostou e eu adoraria saber sua opinião. Bjs

      Excluir
  8. Oie
    Sou bem curiosa pelo livro, parece ser uma leitura emocionante e sua resenha me deixou ainda mais com vontade, ótima dica de leitura e resenha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Que bom que gostou, fico muito feliz. Bjs

      Excluir
  9. A frase da capa realmente já faz refletir, mas ao contrário de você não curti muito a foto não... E infelizmente tenho muitos problemas com esses livros que trocam travessões por aspas, me deixam nervosa, não consigo me adaptar, então apesar da história me parecer interessante não leria.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju! Tudo bem? Sei como que é, mas acho que você iria gostar. Bjs

      Excluir

©Um baixinho nos Livros - 2017. Todos os direitos reservados. - Criado por: Marcio Silva. - Tecnologia do Blogger. imagem-logo