Resenha #2: Cidades de Papel

E aí caros leitores! Tudo bem?
Hoje venho fazer uma resenha bem bacana e que não era tão esperada!
Mais me surpreendi muito ao ler esse livro! Que é?

Cidades de Papel
do tão esperado John Green! Autor de A Culpa é das Estrelas.

Título: Cidades de Papel
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Versão: Econômica
Págs: 256
Ano: 2014
Sinopse: Em Cidades de Papel, Quentin Jacobson nutre uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, mas hoje ele é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma.
Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte.
Quando descobre que o paradeiro dela é agora um mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia.
Resenha

Primeiramente o livro é dividido em 3 partes! A primeira parte fala um pouco sobre a infância de Quentin e Margo. A segunda e terceira parte fala sobre a vida colegial de ambos! Fazendo com que os mistérios desse livro se desvendem somente no final dele.

O livro é narrado em primeira pessoa "sendo que o narrador é o próprio Quentin".
Que conta como é sua vida de estudante! Mais tudo começa, quando ele era criança.

Ele conta que sempre ia com a sua amiga Margo em um parque se divertir um pouco e em um desses dias acabaram encontrando uma coisa que mudaria todo o rumo e o sentido de suas vidas.

Em segunda parte! Ele começa a contar como está indo na escola e que toda vez ficava se lembrando do que havia acontecido anos atrás naquele parquinho. E se surpreende uma noite com Margo em sua janela pedindo para que ele ajuda-se com um plano que ela tinha em mente.

Apaixonado como tal! Ele aceita e desfruta das travessuras que sua amiga fazia naquela noite. No dia seguinte! Quando pensava que a sua amizade teria mudado para melhor, Q não encontra mais Margo, que naquela noite teria desaparecido.

Em busca de respostas! Quentin começa a juntar pistas que Margo havia deixado e levando-o a uma procura estrema por ela. Quando descobriu uma pista importante, Q comunica seus amigos que irá atrás dela, mais eles não aceitam que ele fosse, se eles também não fossem juntos.

E é nesse momento que a história toma uma alavancada! Fazendo com que eles lutem contra o tempo para poder encontrar Margo e assim descobrir os segredos de seu sumiço.


Analise

Confesso que gostei muito do livro e que o autor soube me prender na leitura.
É uma leitura bem leve e empolgante! Ri bastante com os "micos" que eles faziam.
"Sinceramente" eu não consegui me assegurar, dava altas risadas.
Eu dou 5 estrelas para esse livro e lógico que favorito ele!
Indico para todos que querem uma leitura leve e sem estresse. :)

Então é isso pessoal! Espero que tenham gostado.
Não se esqueçam de comentar ai em baixo, curtir a página do face, seguir o blog e se inscrever no blog! Obrigado e Tchaau.
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Cidades de Papel: consegue ser o meu livro favorito do sr. João Verde!

    Que livro MARAVILHOSO! Concordo muito com você, quando afirmas que o autor prende quem está lendo. E as situaçãoes são muito engraçadas.

    Abraços.

    https://www.youtube.com/channel/UC4mb4pAaiwNQMNeIVjOQtEg

    http://blog.carolinabachiega.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ednan! Seja bem vindo ao Um baixinho nos Livros.
      Sim é mesmo! E olha que essa resenha é de lá do inicio quase do blog, desde lá aprendi muitas coisas que pretendo trazer pras próximas. Mais concordo plenamente com você.

      Abraços.

      Excluir
  2. Oi, Márcio! Tudo bem?
    Não tenho curiosidade para ler esse livro, mas estou louca para assistir o filme. Fiquei sabendo que está muito divertido e quem assistiu deu boas gargalhadas. Adoro filmes assim.

    Ah, sou apaixonada por essa capa.
    Quem sabe depois do filme eu me interesse pelo livro. haha

    Parabéns pela construção da resenha. Muito bem organizada.
    Abraço.

    http://www.psicoseliteraria.com/

    ResponderExcluir